Bem-vindos à bordo!

Bem-vindos à bordo!
Amigos, estou planejando há algum tempo um blog sobre viagens, porque viajar é muito cool! Estou vivendo na terra do Panda Gigante e quero compartilhar com todos as experiências que eu tiver por aqui. Ao mesmo tempo quero deixar registrado algumas viagens que já fiz por este mundão e muitas outras que gostaria de fazer. Bem, apesar de estar pertinho, não sei se irei visitar o monte Everest, porque não gosto de altura e não gosto do frio! Mas também não tinha ideia de conhecer a China e agora estou vivendo aqui! Coisas da vida! Então, bora viajar e ser feliz!

Pesquisar este blog

domingo, 6 de agosto de 2017

Disney Shanghai, eu fui!



Final do ano passado estive em um dos maiores parques da Disney, The Shanghai Disney Resort em Shanghai. Como moro na China ficou fácil poder visitar este ultimo parque da mega indústria de entretenimento Disney e vou contar um pouquinho sobre ele aqui no Blog. Quando decidimos visitar a Disney Shanghai, fiz uma busca pela internet a procura de informações sobre o parque, e na época não encontrei muita coisa por ter sido recente a sua inauguração, por isso aqui vai um pouco da Disney Chinesa pra vocês que queiram visitar a China e ter mais uma opção de diversão entre tantas que este país oferece.

Já conheci a Disney em Orlando, Paris, Hong Kong e agora Shanghai e posso dizer que realmente o tamanho surpreende!
 
O parque esta localizado próximo ao aeroporto de Pudong, maior aeroporto da China e levou cerca de três  anos para concluir o projeto, a China trabalha noite e dia.

O castelo é o maior projetado até hoje e foi inspirado, como nos demais parques, no Castelo Neuschwanstein na Alemanha.


The Shanghai Disney Resort


Os Hotéis

Existem dois hotéis na Disney Shanghai, o Toy Story Hotel, baseado no filme Toy Story, cujo formato do  numero oito que representa o infinito, é uma homenagem ao personagem  Buzz e a sua famosa frase : " Ao infinito e além!"  e o Shanghai Disneyland Hotel com uma temática baseado nos castelos de contos de fadas, e é bem  mais luxuoso que o Toy Story Hotel.




Toy Story Hotel



Muito colorido, adequado principalmente para crianças pequenas, a atmosfera do hotel nos lembra o colorido dos desenhos da Disney. Ficamos hospedados nele e confesso que fiquei mais animada que meu filho. As boas-vindas é calorosa como em qualquer outra Disney. A recepção é muito  simpática, enquanto meu filho esperava pelo meu esposo fazer o check-in assistindo os desenhos antigos da Disney numa saleta junto a recepção, eu corri para ver os personagens Wood e a Jesssie, personagens do filme Toy Story,  que estavam disponíveis para fotos sem fila alguma! Tive que forçar meu filho  a ir também, ele  me dizia que não era mais criança para tirar fotos com eles, pode?! Estava de aniversário, completando doze anos, ô juventude difícil de agradar! rsrs

Como chegamos ao meio-dia, o hotel só pode permitir a entrada no quarto a partir das quinze, horário do check-in mesmo, as vezes é possível entrar no quarto antes, caso haja disponibilidade. Mas o hotel conta com o serviço gratuito de guarda-volumes, tanto na chegada como na saída, o que ajuda muito para algumas horas a mais se precisar ficar no hotel ou na área ao redor da Disney, ou até mesmo no parque.

O Quarto

No site oficial da Disney Shangai existem várias opções de quartos a escolher. Optamos por um com vista para o parque. Os quartos são decorados com a temática do filme Toy Story, são muito animados, bem coloridos e limpos. O Café da manhã não estava incluso na diária deste hotel, mas existe um restaurante com comida chinesa  e demais pratos e um pequeno Market com diversos itens para o café da manhã. Como era aniversário do meu filho, entramos em contato antes da chegada com o serviço de hóspedes e pedimos para que decorassem o quarto para que fosse uma surpresa para ele, mas confesso que fiquei um pouco decepcionada, além de dois balões, tinha um bolinho fake e um cartão de feliz aniversário assinado pelo Darth Vader, personagem do Star Wars, um dos filmes favoritos de todos nós. No banheiro havia vários itens com a temática do hotel, bastante água, café e chás, um criado-mudo-cofre colorido em formato de cubo magico que amei, um frigobar e chinelos decorados a vontade e que todos os dias eram repostos. No hotel há uma área de recreação para pequenos mas infelizmente não fomos conhece-la por falta de tempo mesmo. Também na área externa do Hotel há  áreas para as crianças brincarem  e onde pode-se encontrar os personagens Disney para as  fotos.

Resultado de imagem para toy story hotel shanghai
O quarto
Resultado de imagem para toy story hotel shanghai
Uma das áreas externas



Resultado de imagem para toy story hotel shanghai
A recepção

Resultado de imagem para toy story hotel shanghai
O restaurante


Resultado de imagem para toy story hotel shanghai
Vista aérea do Hotel



The Shanghai Disneyland Hotel




Um luxo total! Situado na beira de um lago, os hospedes podem chegar ao parque através de um barco que sai do píer do hotel.  A recepção finamente decorada, lembra os salões suntuosos imaginados na nossa fantasia  dos castelos de contos de fadas. Uma estátua dourada do Mickey e seus amigos dá as boas vindas aos hospedes, lembrando de como será os momentos mágicos passados por ali.


Resultado de imagem para The Shanghai Disneyland Hotel

Todos os detalhes são glamorosos neste hotel, desde as placas de avisos até as maquinas para retirar dinheiro.
Resultado de imagem para The Shanghai Disneyland Hotel

Apesar do clima conto de fadas que senti por estar lá,  não posso falar sobre as áreas de lazer para as crianças porque não tive tempo para conhecer o hotel, mas tem uma pequena piscina, um diferencial em relação ao outro hotel e além de poder pedir café da manhã no quarto. Os quartos grandes também podem acomodar cinco pessoas conforme um casal de amigos que ficou hospedado lá informou. Já no Toy Story no máximo quatro pessoas. O Hotel também conta com o maravilhoso restaurante Lumiére’s Kitchen  baseado no salão de festas do desenho animado A Bela e a Fera. Por conta do aniversario do nosso filho, fizemos uma reserva para o jantar na companhia dos personagens, Mickey, Minnie, Pateta e Pluto, já com roupas natalinas, desfilavam um de cada vez para fotos com os pequenos clientes, que ficavam estupefatos por estarem tão perto dos famosos personagens da Disney.

O buffet contava com as mais variadas especiarias, pratos chineses e western  food e uma mesa de doces ricamente decorada com o tema da Disney, o cuidado com os detalhes era demais! Encomendamos um bolo para cantar os parabéns onde estava escrito corretamente o nome dele em chocolate,  tudo ao estilo Disney de ser, balão, chapéu e demais surpresas foram entregues numa sacolinha, tudo  lindamente tematizado.
   

If you can afford the Shanghai Disneyland Hotel, book it.

O restaurante

Resultado de imagem para The Shanghai Disneyland Hotel



Resultado de imagem para The Shanghai Disneyland Hotel
A piscina com o tema inspirado na Pequena Sereia
Resultado de imagem para The Shanghai Disneyland Hotel
O quarto


Disneytown

Em torno do parque das Disney além dos dois hotéis existe uma área de compras, com diversas lojas como Lego, Adidas,  Pandora, e restaurantes tanto chinês quanto internacional. O Starbucks, rede de café americana, pode ser encontrado ali  além de um maravilhoso restaurante chamado Cheesecake Bakery onde provei um dos melhores cheesecake de morango da minha vida! E enorme! Massas, pizzas, saladas, tudo muito farto e saboroso.

Também nesta área encontra-se o Walt Disney Grand Theatre onde o espetáculo do Rei Leão estava em cartaz.
 
Junto ao Shangai Resort e da Disneytown existe um parque no estilo chinês para caminhadas, o Wishing Star Park.




O Parque


 
Uma das coisas que nos ajudou bastante a programar a visita ao parque da Disney foi baixar o aplicativo do parque no celular, assim conseguimos ter uma visão rápida de tudo o que tem e acontece por lá. Mas diferentemente da Disney Orlando, o fastpass na Disney de Shanghai, até o momento pelo menos, não podia ser agendando.
 
 
Para chegar a Disney Shanghai existem vários meios de transporte, taxis, ônibus, metrô, clique aqui www.shanghaidisneyresort.com  para mais informações. Do Hotel partia três ônibus especialmente para os hospedes, um para o Disneytown e parque, um para o Shanghai Resort e outro para o metrô.
 
Ficamos 4 dias hospedados na Disney, mas só entramos no parque no segundo e terceiro dia. Dois dias de parque são o suficiente para ver as atrações, mas se quiser ver tudo em um dia só, chegue cedo marque o fastpass nos quiosques correspondentes da atração que quiser, lembrando que não se pode agendar o fastpass, somente depois q usa-lo poderá pegar outro. Existem, três quiosques de fastpass, ou seja, se quiser um fastpass por exemplo, para entrar na atração Tron, que é a montanha russa inspirada no filme de mesmo nome, tem que tirar no mesmo lugar e não pode ser usado para outro brinquedo a não ser que você vá na atração sem ele, e dai sim poderá fazer a troca por outro falando com o pessoal dos fastpass.
 
O horário de abertura da Disney Shangai é a partir das 9:00 e vai até  às 19 horas mas nos fins de semana vai até às  20 horas, sempre é bom verificar os horários no site do parque.
 
Mesmo quem está hospedado no hotel não tem direito a horas a mais como nas demais Disney, mas o parque ainda estava tranquilo no período em que estivemos lá,  mesmo nos fins de semana é possível entrar em todas as atrações com um pouco de organização. Com o aplicativo é possível identificar os brinquedos mais concorridos, então retire o fastpass para um deles e vá a outro também concorrido, foi o que fizemos, brinquedos como o Solarium, Tron, Piratas do Caribe e  montanha russa dos Sete Anões, são concorridos desde cedo, mas a tarde fica muito pior.

Quanto aos restaurantes, existem diversas opções dentro e fora do parque. Dentro do parque, almoçamos uma pizza deliciosa no formato das orelhas do Mickey no Pinocchio Village Kitchen   e também comemos um hambúrguer bem servido no Stargazer Grill vendo a parada Disney. Café da manhã indico o Starbucks e lanches da tarde no Remy's Patisserie. Para ver todos os restaurantes clique aqui: dining.

    



As Atrações

A China gosta de fazer tudo grande, shopping centers, hospitais, praças, tudo é enorme! E não poderia ser diferente com a Disney, o castelo da Cinderela é imenso, a atração Piratas do Caribe fica dentro de uma área imensa destinada aos bucaneiros chamada de Treasure Cove. Em outra grande área, na  Tomorrowland encontra-se um lugar destinado a saga Star Wars, a Star Wars Launch Bay, e também na Tomorrowland está a montanha russa Tron.  Para saber sobre todas as atrações, visite o site do parque disponível também em inglês.


 
Numa escala de 0 a 10 para a nota dos brinquedos, de acordo com minha avaliação e gosto, Piratas do Caribe e Tron estão entre os primeiros com nota 10, diria para mim, que não gosto de montanha-russa, 10 para Piratas do Caribe e 9 para a montanha-russa Tron, e "zero" para Explorer Canoes, um passeio de canoa que tem uma fila enorme e não tem graça alguma, perder tempo mesmo! Lembrando que as notas foram dadas de acordo com a minha visão pessoal, mas que não ficaram diferentes das do meu esposo e filho.


 
 Dei nota também para o "staff" da Disney, por estarem bem treinados mereceram nota 9, ainda bem porque chinês não sabe respeitar filas em nenhum lugar da China, imagina a muvucada que seria lá se não houvesse um pouco de ordem com milhões de chineses juntos, a graça da Disney se perderia com certeza!



 
A melhor atração ao meu ver foi Piratas do Caribe, mesmo tudo sendo em chinês pode-se sentir dentro do filme, os efeitos especiais são maravilhosos, uma mega produção mesmo. Tron a montanha russa inspirada no filme não deixa por menos, muito adrenalina, mesmo eu que tenho horror a montanha-russa me diverti, apesar de não querer repetir o feito como meu filho e esposo que foram nela duas vezes.  As paradas Disney um show a parte, os musicais das princesas agradam a todos, o castelo a noite se torna mais majestoso principalmente  com o encerramento em grande estilo quando efeitos especiais projetam no castelo, como um telão gigantesco, todos os clássicos da Disney. Foi emocionante ouvir a musica de entrada dos filmes, como o Star Wars, enquanto passava as cenas dos mesmos.   

 


Há muito o que falar sobre o parque, talvez mais adiante eu possa detalhar em outro artigo sobre as atrações, restaurantes, lojas e mais sobre os hotéis.  A intenção aqui foi mostrar como é a Disney do outro lado do mundo, e trazer um pouco de conhecimento para os disneymaniacos sobre a China. O próprio parque só pode abrir com acordos feitos que teria a cultura chinesa colocada entre as figuras Disney. Há áreas decoradas no estilo chinês, restaurantes chineses e o zodíaco chinês também aparece nos personagens Disney, como no mural chamado Garden of the Twelve Friends, onde cada animal foi representado por um personagem da Disney, o cachorro, por exemplo,  foi representado pelo Pluto, o tigre pelo Tigrão, e por ai vai. Algumas lojas vendem exclusivamente estes animais de diversas formas, pequenos e grandes, um amor.
Acesse aqui e veja todos os personagens  do garden-twelve-friends.



 
 Se vale a pena vir a China e aproveitar para conhecer este novo parque? Sem dúvida! Disney é sempre Disney em qualquer lugar do mundo.

Para mais informações sobre o parque Shanghai  Disneyland, acesse:

www.shanghaidisneyresort.com/en


Conhecer a Disney Shanghai é um daqueles lugares para se ir  de Mala e Cuia!


 

sexta-feira, 9 de junho de 2017

As Mulheres Chinesas


Resultado de imagem para morte mulhe chinesa com pes de lotus

Estes dias vi uma noticia sobre a morte de uma das mais antigas chinesas com a tradição dos “pés-de-lótus". Esta tradição consistia em diminuir o crescimento dos pés das meninas em até 10 cm, pois isso era sinônimo de sensualidade.  No passado, quanto menor o pé da mulher chinesa, maior era a sua sensualidade e, portanto, mais homens se interessariam por ela. A família então passava a amarrar os pês das meninas para ficarem no tamanho ideal porque só assim evitariam que ficassem solteiras por toda a vida. Essa tradição iniciou-se no século X e XI e perdurou até o inicio do século passado quando foi então banida pelo governo chinês, mas  ainda se via esta pratica ocorrer em meninas que moravam no interior da China. Hoje mulheres chinesas idosas mostram seus pés deformados como se fosse um troféu. De uma certa forma são sim, porque viver com a dor diária de pés deformados que impossibilitavam para muitas ate a locomoção, não deve ser algo muito fácil.

Resultado de imagem para morte mulhe chinesa com pes de lotus


A China tem mudado um pouco o conceito de família no que diz respeito a figura feminina.  Algum tempo, não tão distante, a politica de um filho só que iniciou-se em 1980,  faziam com que os bebês do sexo feminino fossem descartados de uma maneira rápida e fácil. Não havia qualquer controle das autoridades sobre esse infanticídio feminino. Acredita-se que em algumas cidades bem do interior isso ainda ocorra. O fato de não se ter um filho homem gerava desonra entre as famílias e a perda das suas raízes. Mas a historia conta que isso ocorria muito antes deste plano de governo ter sido aplicado aqui na China, mulheres chinesas, assim como em muitas partes do mundo ainda hoje, eram consideradas objetos e facilmente  descartáveis.
 
A mulher chinesa que sobrevivia  servia para o trabalho braçal da casa até ser dada em casamento. A mulher chinesa que casa  não faz mais parte da sua família, ela passa a pertencer a família do noivo, e com isso tem a obrigação de cuidar dos sogros. Por isso uma família chinesa que só tivesse filhas e não filhos ficariam sem ninguém para cuidar na velhice, por isso as meninas eram descartadas ate que viesse um filho homem. Apesar que nos dias de hoje existe um controle sobre o descarte de bebês meninas, evitando, por exemplo, saber o sexo durante os exames de ultrassom, a cultura da mulher cuidar dos sogros persiste.


Resultado de imagem para morte mulhe chinesa com pes de lotus

Estes são alguns fatos da cultura chinesa que nos faz muitas vezes pensar o quanto a mulher precisa ser mais valorizada na sociedade como um todo. Não quero aqui impor meus padrões e nem querer mudar um país que tem suas tradições milenares, e na qual passei a conhecer apenas há alguns anos, até porque, há pouco tempo atrás, a China era um dos países mais fechados do mundo. Acredito que com esta abertura muitos valores estão sendo revistos. Aqui as mulheres tem direito de dirigir e se vestir como quiser, até são vistas fazendo trabalho braçal de homens como no caso na reforma de apartamentos e em construção de grandes prédios, enquanto que, em alguns países, as mulheres precisam ainda  andar completamente cobertas e se forem dirigir, podem ser agredidas.


 

sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

Jesus é o verdadeiro Natal!

É Natal, celebre o verdadeiro significado do Natal!

Resultado de imagem para natal jesus

Um Feliz Natal à todos amigos do Blog!

NOITE FELIZ
youtu.be



Deseje um Feliz Natal ao mundo:

Albanês - Gezur Krislinjden
Alemão - Frohe Weihnacht
Armênio - Shenoraavor Nor Dari yev Pari Gaghand
Bretão - Nedeleg laouen
Catalão - Bon Nadal
Chinês - Shèngdàn jié kuàilè
Coreano - Chuk Sung Tan
Croato - Čestit Božić
Espanhol - Feliz Navidad
Esperanto - Gajan Kristnaskon
Finlandês - Hyvää joulua
Francês - Joyeux Noël
Grego - Kala Christougena
Magyar - Kellemes Karácsonyt
Inglês - Merry Christmas
Italiano - Buon Natale
Japonês - Merii Kurisumasu (modificação de merry xmas)
Mandarim - Kung His Hsin Nien
Norueguês - GOD JUL
Occitan - Buon Nadal
Polaco - Wesołych Świąt Bożego Narodzenia
Português - Feliz Natal
Romeno - Sarbatori Fericite
Russo - S prazdnikom Rozdestva Hristova
Tcheco - Klidné prožití Vánoc
Sueco - God Jul
Ucraniano - Srozhdestvom Kristovym

domingo, 16 de outubro de 2016

A Atlântida Chinesa




Um labirinto de templos, arcos memoriais, estradas pavimentadas e casas escondidas à 40 metros de profundidade. Conheça a real Atlântida Chinesa.

Texto retirado do blog universointeligente.


Metropolis: Shi Cheng, apelidado de Cidade Lion após as Montanhas Lion que a cercam, sempre esteve escondida sob 131 pés de água desde 1959 para gerar energia hidrelétrica


A Cidade do Leão, fica em um lago entre as Montanhas Cinco Leões, em Shi Cheng. Ela era o centro da política e da economia na província oriental de Zhejiang.
 
Mas em 1959, o governo chinês decidiu construir uma nova hidroelétrica.
 
 
Clássica: As estruturas em Shi Cheng foram construídas 1.300 anos atrás com estátuas chinesas tradicionais. Longe do vento e do sol, manteve-se intacta
 
A cidade apelidada de “Cidade do Leão” fica entre as Montanhas do Leão que a cercam, e esteve escondida sob 40 metros de água desde 1959.
 
Ao ser concluída a barragem, a cidade foi lentamente sendo preenchida com água até que ficou completamente submersa pela massa azul-turquesa do agora Lago Qiandao.
E ficou esquecida por 53 anos.
 
O filósofo grego Platão escreveu sobre Atlântida cerca de 2.600 anos atrás, descrevendo-a como “uma ilha situada em frente ao estreito chamado de Pilares de Hércules”.
 
Mergulhadores redescobriram a cidade opulenta em um ambicioso plano para trazer os turistas de volta a região.
 
Mesmo estruturas de madeira permanecem surpreendentemente forte, de acordo com a equipe que ter ido para inspecionar
 
Mesmo as estruturas feitas em madeira permanecem surpreendentemente fortes, de acordo com a equipe que tem ido na frente para inspecionar.
 
 
Ele disse que a cidade desapareceu nas profundezas das águas em um único dia e noite.
 
Pesquisas continuam em todo o Mediterrâneo, particularmente em torno de Gibraltar, para encontrar a Atlântida original.
 
Mas a versão artificial da China será em breve uma famosa atração.
 
Qiu Feng, um funcionário do turismo local, já sugeriu o uso de Shi Cheng como destino turístico para clubes de mergulho.
 
 
Carvings: Os visitantes poderão ver as gravuras tradicionais em primeira mão quando guiada por Qiu Feng e sua equipe
 
Os visitantes poderão ver as gravuras tradicionais em primeira mão quando guiados por Qiu Feng e sua equipe.
 
 
Antes: Este é um esboço da cidade remonta centenas de anos, mostrando pessoas de estimulação das ruas e das mercadorias acarretou a cavalo
 
 
Este é um esboço da cidade que remonta centenas de anos, mostrando pessoas andando pelas ruas e das mercadorias levadas por cavalos.
 
 
Locator: O lago recém-construído, o que gerou energia hidroeléctrica para a região, é apenas ao sul de Xangai, no extremo leste da China
 
 
Qui disse: “Nós tivemos sorte. Assim que mergulhamos no lago, encontramos a parede exterior da cidade e ainda peguei um tijolo para provar isso.”
 
Protegida do vento, chuva e sol, a cidade inteira foi tachada de “cápsula do tempo”, por que quase toda a estrutura permanece completamente intacta, incluindo vigas de madeira e as escadas.
 
 
 
 

sexta-feira, 2 de setembro de 2016

A Sicília no cinema: Filmes que vão fazer você viajar!


Resultado de imagem para filme cinema paradiso

Um modo de viajar pela Sicília é através dos inúmeros filmes ambientados ali. As pitorescas cidades, as mazelas sociais e o modo de vida dos sicilianos inspirou grandes cineastas a criarem verdadeiras obras de arte que entraram para a história. Selecionei alguns filmes, todos lançados no Brasil, para que você faça uma viagem cinematográfica pela Sicília.
 
 
1) Cinema Paradiso (1988)
Certamente é o primeiro filme que virá na sua mente ao pensar na Sicília, e por isso um clichê, mas o maior filme de Tornatore não poderia ficar de fora da minha lista. As filmagens de Cinema Paradiso foram feitas em Palazzo Adriano, Bagheria e Cefalù, três cidades da Província de Palermo. A praça principal no filme é aquela de Palazzo Adriano e o lugar continua igualzinho como na época das filmagens, trânsito a parte.
 
 
 
2) Imensidão Azul (1988)
Resultado de imagem para filme imensidão azul
O cult de Luc Besson inspirou muita gente a visitar Taormina, uma das locações do filme. A história inicia em uma ilha grega, onde duas crianças brincam de quem permanece mais tempo embaixo d’água. Quando adultos, o francês Jacques Mayol e o italiano Enzo Molinari continuam com a mesma paixão, o mergulho em apneia. Enzo se torna um campeão de mergulho e decide desafiar Jacques no campeonato mundial de apneia realizado em Taormina.
 
 
3) Johnny Stecchino (1991)
 Resultado de imagem para Johnny Stecchino

Palermo é a cidade onde é ambientado este hilário filme de Roberto Benigni e na minha opinião é o seu segundo melhor filme, só perdendo para “A Vida é Bella”, obviamente. O filme conta a história de Dante, um motorista de ônibus que, em uma festa, conhece Maria. A moça o convida a visitar sua casa em Palermo, mas na verdade Maria quer que Dante aceite o convite porque ele é um sósia de seu marido, Johnny Stecchino, um ex-mafioso que todos querem ver morto. Assim, Maria e Johnny esperam enganar a todos, fazendo com que matem Dante no lugar de Johnny. Algumas cenas do filme foram gravadas em Letojanni e Mazzeo, lugares nos arredores de Taormina.
 
 
4) O Carteiro e o Poeta (1994)
Resultado de imagem para o carteiro e o poeta filme

Quem não conhece ou que nunca se emocionou com esta obra-prima do cinema italiano que atire a primeira pedra! A história de Pablo Neruda, exiliado na Itália, e seu amigo carteiro foi gravada no vilarejo de Pollara que fica localizado em Salina, uma das ilhas arquipélago das Eólias.
 
 
5) O Homem das Estrelas (1995)
Resultado de imagem para modica sicilia
 
Até antes de iniciar a escrever este post, não conhecia “O Homem das Estrelas“.  Ao ler a sinopse do filme, fiquei curiosa, o procurei para assistir e adorei. “O Homem das Estrelas” se passa em algumas cidades fictícias da Sicília, mas foi filmado em Modica e Ragusa Ibla, duas cidades do sudeste da Sicília. O filme conta a história de Joe Moretti (Sergio Castellito), um homem que finge trabalhar para um grande estúdio de cinema de Roma e vai percorrendo as cidadezinhas da Sicília, cobrando por cada teste de recitação feito. O filme se passa nos anos 50, mas eu pude reconhecer em vários personagens as características de sicilianos que conheço ou que já vi por aí. Ah, é  mais um filme de Giuseppe Tornatore!
 
 
6) Malena (2000)
Resultado de imagem para malena (2000)


Malena é um filme de Giuseppe Tornatore que conta a história de um garoto de 14 anos de idade, Renato, que se apaixona por uma mulher muito mais velha, Malena (Monica Bellucci), desejada pelos homens e odiada pelas mulheres de uma cidadezinha da Sicília. A história de Renato e Malena inicia juntamente com a entrada da Itália na II Guerra Mundial e se conclui com o desembarque das tropas aliadas na Sicília em 1943. As locações principais do filme foram o centro histórico de Siracusa (Ortigia), a Via Vittorio Emanuele em Noto e as falésias de Scala dei Turchi.
 
7) Baaría, a Porta do Vento (2009)
Resultado de imagem para Baaría, a Porta do Vento

Outro maravilhoso filme de Giuseppe Tornatore, canditato ao Globo de Ouro como Melhor Filme Estrangeiro em 2010, é Baaría – A Porta do Vento. O filme conta a história de uma família siciliana, da cidade de Bagheria (terra natal de Tornatore) no período que vai da época fascista aos anos 70. Baaría é repleto de personagens peculiares, mas que realmente existiram na Sicília do período pós-guerra. Uma curiosidade: como os atores recitaram em dialeto siciliano e o filme foi lançado no resto da Itália com legendas. Se você ainda não assistiu a Baaría, a Porta do Vento, não deixe de vê-lo!
 
 
8) Terra Firme (2011)
 Resultado de imagem para Terra Firme (2011)
 
Terra Firme é um daqueles filmes que transmitem tristeza e decidi incluí-lo simplesmente porque o filme retrata a realidade de Lampedusa. Os habitantes da ilha dependem do turismo, mas todos os dias têm que enfrentar os problemas que a chegada de barcos lotados de imigrantes da África trouxe, afetando a vida de cada um. Uma ilha minúscula que teve que lidar com a superlotação dos centros de acolhimento e com a rejeição dos turistas que, por puro preconceito, preferem escolher outros destinos mesmo a Spiaggia dei Conigli tendo sido eleita a praia mais bonita do mundo.
 
 
 
 

terça-feira, 31 de maio de 2016

Cidades Perdidas do Mundo

As civilizações antigas e suas cidades perdidas causam fascínio e despertam interesse em muitos viajantes mundo afora.
 
São verdadeiros testemunhos e revelam em parte a história e hábitos de vida de civilizações antigas. Estas cidades perdidas exibem uma atmosfera única e enriquecem qualquer roteiro de viagem.
 
Resultado de imagem para Akrotiri,

Akrotiri, Santorini, Grécia.

Famosas por suas belezas cênicas, as ilhas gregas são um convite ao ócio e à "dolce vita". Mas Santorini, justamente a mais badalada delas, guarda também o sítio arqueológico Akrotiri, onde estão as ruínas do antigo Monastério de Katholiko. Escavações revelaram edificações da Idade do Bronze, algumas das mais importantes descobertas arqueológicas do Mediterrâneo. Mas em algum momento o local teve de ser abandonado em função de terremotos e erupções vulcânicas. Sim, num processo similar ao que aconteceu na italiana Pompeia, Akrotiri também foi coberta pela lava e teve suas construções preservadas.


Cartago, Tunísia



Cartago foi fundada no século 9º a.C. pelos fenícios, destruída e reinventada por romanos e, posteriormente, caiu nas mãos dos árabes. Originalmente, a cidade controlou o comércio no Mediterrâneo, transformando-se numa potência econômica à época. As ruínas daquele que foi um dos centros urbanos mais importantes da humanidade resistem perto de Túnis, capital da Tunísia, e podem ser visitadas pelos


Troia, Turquia



A lendária Troia remete à guerra entre gregos e troianos, epopeia descrita nos poemas de Homero. Suas ruínas foram encontradas em 1871, feito tributado ao alemão Heinrich Schliemann. Hoje o sítio arqueológico, situado próximo a Çanakkale e ao Estreito de Dardanelos, na Turquia, está aberto à visitação. Além de muros e colunas, há um anfiteatro romano no local, declarado Patrimônio da Humanidade pela Unesco em 1998.


 
 
Timgad na Argélia
 
 

É a cidade perdida arquetípica das histórias de aventura. No passado uma cidade vibrante, fundada no deserto por ordem do imperador Trajano, sobreviveu às revoltas do império e cresceu a uma cidade de comércio de grande porte.
No século 5, renasceu como um centro da vida cristã. No século 7, vândalos levaram ao completo abandono da cidade. Nisso, as areias do Saara cobriram o local e o preservaram até sua redescoberta, em 1881. Agora, as ruínas da cidade dão um insight brilhante sobre cidades romanas das províncias africanas. As ruas seguem um design perfeito, como seria de esperar de uma cidade construída sob encomenda. Hoje, pode-se ver o arco de Trajano, os locais de banhos e o templo de Júpiter. O templo é tão grande quanto o panteão em Roma, mostrando a importância da cidade. No fórum, lê-se a inscrição: “Para caçar, tomar banho, jogar e rir. Esta é a vida!”.
 
 
Machu Picchu Peru
 
Nenhuma lista de cidades perdidas está completa sem Machu Picchu. Esta cidade inca fica em um pico nos Andes. Foi apenas habitada por um curto período de tempo, de 1450 a 1572 d.C., antes de ser abandonada como resultado da conquista espanhola da América do Sul.
Como os espanhóis nunca encontraram a cidade, e moradores não revelaram a sua localização, Machu Picchu só chamou a atenção do Ocidente no início do século 20. Ainda há debate sobre a “função” de Machu Picchu: seria um retiro real, um santuário religioso?
Hoje, é fácil chegar até lá, com ônibus e trens regulares. Isto levou a preocupações sobre a sustentabilidade de um grande número de visitantes, no entanto, dadas as vistas maravilhosas e as ruínas esplêndidas, não dá pra deixar de ir até a região.
 
 
 Petra – Jordânia
 
 
 
O nome Petra vem do grego e significa rocha. Pois quando os primeiros nativos chegaram lá, viram muitas pedras e rochas e, então surgiu a ideia de colocar o nome Petra e traduzido basicamente A cidade das rochas. Ela é famosa principalmente pelos seus monumentos escavados na rocha, que apresentam fachadas de tipo helenístico. Peritos no domínio da hidráulica, os Nabateus dotaram a cidade de um enorme sistema de túneis e de câmaras de água. Um teatro, construído à imagem dos modelos greco-romanos, dispunha de capacidade para 4000 espectadores. Um terremoto destruiu quase metade da cidade, contudo a cidade não morreu: após este acontecimento muitos dos edifícios "antigos" foram derrubados e reutilizados para a construção de novos, em particular igrejas e edifícios públicos. (Wikipedia)
 
 
Pompéia e Herculano – Itália



Ao meio-dia de 24 de agosto de 79 d. C, a prosperidade das duas cidades chegou ao fim quando o Monte Vesúvio explodiu, expelindo uma nuvem com formado de cogumelo de 10 quilômetros de cinzas e pedra-pomes para a estratosfera. Ao longo das 12 horas que se passaram, cinzas vulcânicas e uma chuva de pedras-pomes caíram sobre Pompeia, obrigando seus moradores a fugirem aterrorizados. Cerca de 2 mil pessoas ficaram em Pompeia, escondidas em porões ou estruturas de pedra, esperando pelo fim da erupção. Os restos de 2 mil homens, mulheres e crianças foram encontrados em Pompeia. Além dos corpos, congelados no tempo, ali estavam objetos comuns que ajudaram a contar a história da vida cotidiana na cidade. Até 1982 ainda eram encontrados restos humanos em Herculano. (history)


El Tigre - Guatemala

Imagem relacionada

Este templo fica localizado ao norte do departamento de El Petén, próxima à fronteira com o México. Faz parte do extenso assentamento chamado "El Mirador", um sítio arqueológico que engloba um fantástico complexo de pirâmides e habitações da Era Pré-Clássica Maia.
  
Resultado de imagem para El Caracol- Belize


El Caracol- Belize

 
Sítio arqueológico pré-colombiano, situado no planalto Vaca, 500m acima do nível do mar, foi um dos mais importantes centros políticos da Civilização Maia. Em sua época gloriosa, chegou a área total de 200 quilômetros quadrados, bem maior que a Cidade de Belize, a capital.

Resultado de imagem para Persépolis, Irã

Persépolis, Irã

Foi fundada por Dário I, em 518 a.C era a antiga capital do Império Aquemênida. Está localizada a nordeste da cidade de Shiraz, foi destruída pelo exército de Alexandre, o Grande, tendo suas ruinas sido escavadas em 1930. Está hoje, nos principais roteiros turísticos do país.

 
hypescience
viajeaqui

elfandarilha